EMAIL

stial@bewnet.com.br

Sede

(51) 3710-1313

Subsede

(51) 3716-1613

NOTÍCIAS

11 Julho
2017

Trabalhadores da alimentação entram em estado de greve

11/07/2017
 A assembleia dos trabalhadores nas indústrias avícolas e de alimentação aprovou o estado de greve, em reunião realizada nesta terça-feira, na sede do sindicato da categoria. A aprovação garante legalidade de uma possível paralisação dos frigoríficos, desde que respeite o prazo de 72 horas.
A decisão foi tomada depois que os dirigentes do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Avícolas e Alimentação em Geral de Lajeado e Região (Stial) apresentaram as propostas das empresas BRF e Minuano para o acordo coletivo de 2017/2018. A data-base do setor é 1º de maio e, desde então, Stial tem realizado rodadas de negociação com os representantes patronais. O sindicato busca reajuste acima da inflação, que no período fechou em 3,99%.
A proposta da BRF previa reajuste de 3%, mais 1,5% em troca da retirada do prêmio assiduidade, que é de R$ 60. Durante os protestos realizados no dia 30 de junho, funcionários da empresa rejeitaram a oferta. Já os 3% oferecidos pela Companhia Minuano não foram levados pelo sindicato à avaliação dos trabalhadores, tendo em vista que o índice fica muito abaixo da inflação. As negociações, segundo o presidente do Stial, Adão Gossmann, vão continuar até que os "números melhorem". O representante da Federação dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação do Rio Grande do Sul (FTIA-RS) Paulo Madeira concordou em manter as reuniões e melhorar as propostas. "O Sindicato da Alimentação está certíssimo em não ser um homologador de acordo coletivo", ressaltou. A próxima rodada de negociação com a BRF ocorre amanhã.
 
Alimentação geral
O segmento de balas, bebidas, massas, pães e  afins aprovou, durante a reunião, a proposta de reajuste de 4,5% retroativo a maio, piso de R$ 1.239,00 (até então era R$ 1.186,00) e auxílio escolar de R$ 374,00 para um dependente e R$ 557,00 para dois ou mais dependentes. A Cosuel foi a primeira a fechar acordo, com 5% de reajuste.
 

Fonte: Assessoria Imprensa Stial