EMAIL

stial@bewnet.com.br

Sede

(51) 3710-1313

Subsede

(51) 3716-1613

NOTÍCIAS

08 Março
2017

Sindicato da Alimentação realiza protesto contra Reforma da Previdência

08/03/2017

O Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação de Lajeado e Região (Stial) e outras entidades sindicais promovem um ato de protesto contra a Reforma da Previdência. Com faixas e cartazes, os manifestantes percorreram ruas do Bairro Florestal e do Centro, e pararam em frente à prédios públicos, entre eles, a Receita Federal, a prefeitura e a agência do INSS.

 

Saiba a verdade sobre a REFORMA DA PREVIDÊNCIA

 

A Previdência está quebrada?

Não. A Previdência Social não está quebrada, porque ela integra o sistema da Seguridade Social, que inclui Previdência, Assistência Social e Saúde. Ao somar os recursos do sistema, sobra dinheiros para aposentadorias justas.

 

Para onde vai o dinheiro que sobra da Seguridade Social?

O governo se utiliza da chamada Desvinculação de Receitas da União, e retira o dinheiro da Seguridade Social para outros fins – deixando de lado os programas sociais e as aposentadorias.

 

Qual o interesse do governo com a Reforma da Previdência?

O governo quer beneficiar os planos privados de Previdência.

 

O trabalhador poderá se aposentar por tempo de contribuição?

Não. Com a Reforma, a aposentadoria só será com idade mínima de 65 anos. E essa idade sobe no futuro, quando aumentar a expectativa de vida dos brasileiros. Só que em algumas regiões do país, as pessoas vivem, em média, 65 anos. Ou seja, vão morrer antes de se aposentar.

 

Com 65 anos, o trabalhador pode se aposentar com 100% do salário?

Para se aposentar com 100% até o teto da Previdência será necessário contribuir por 49 anos. Se você começou a contribuiu com 20 anos, e nunca parou, conseguirá a aposentadoria integral beirando os 70 anos de idade.

 

Como fica a aposentadoria proporcional?

Para conseguir a aposentadoria proporcional você terá que ter 65 anos de idade e ter contribuído, no mínimo 25 anos. Hoje seria 15 anos de contribuição.

 

Como fica para quem está na chamada “transição”?

Haverá uma regra de transição para homens com 50 anos de idade ou mais e mulheres com 45 anos ou mais. Eles terão que trabalhar o tempo que falta pela regra atual mais 50%. Exemplo: se faltam 10 anos, terão que trabalhar os 10 e mais 5 anos.

 

E a aposentadoria especial também será afetadas?

Sim. Aposentadoria especial é aquela a que tem direito os trabalhadores expostos a atividades perigosas e insalubres. Hoje, eles têm direito à aposentadoria integral com 15, 20 ou 25 anos (dependendo do risco). O governo que que esses trabalhadores contribuam, no mínimo, 20 anos e só se aposentem com 55 anos de idade.

 

Quem contribui para Previdência e morre pode deixar pensão para esposa e filhos?

A Reforma não permitirá mais acumular pensão e aposentadoria. Será preciso escolher uma das duas. Além disso, a pensão não será integral, deverá ser 50% da aposentadoria do trabalhador falecido, mais 10% por dependente.

 

Fonte: CUT-RS

 

 

Fonte: Assessoria de imprensa Stial